Resenha: Man Repeller, de Leandra Medine



Autor: Leandra Medine
Editora: Novo Conceito
Ano: 2014
Número de Páginas: 256 páginas
Flores de Lótus  Ótimo!
Sinopse:
Em seu primeiro livro, a badalada blogueira e queridinha do mundo fashion conta suas divertidas memórias. Com jeito insolente, uma franqueza desconcertante e fotos de seu arquivo pessoal, Leandra compartilha detalhes da noite em que perdeu a virgindade, quando esqueceu de tirar as meias soquetes brancas, e descreve o momento em que percebeu que a clutch Hermès vintage da sua avó, feita de pele de avestruz, poderia guardar muito mais do que a chave e o celular. Leandra é a prova de que não precisamos trair nosso estilo repelente nem mesmo ao procurar o vestido de noiva (que pode ser muito bem ser combinado com uma jaquetinha perfecto de organza). Exibindo as opiniões originalíssimas de uma blogueira que ganhou milhões de fãs, este livro reúne experiências divertidas e meio bizarras, uma história amor superdoce e, acima de tudo, um lembrete para celebrarmos um mundo que é feito pelas mulheres e para as mulheres.




O livro “Man Repeller” narra as divertidas histórias da blogueira Leandra Medine, que em seu primeiro livro faz uma viajem ao tempo sobre sua vida pessoal e sua relação cômica e esquisita com a moda. No decorrer do enredo de “Man Repeller” Leandra nos conta como foi seu primeiro amor, seu primeiro beijo, a sua primeira menstruação, e até mesmo a sua primeira vez.

Ela também irá tratar de sua comparação com Carrie Bradshaw, personagem da famosa série de TV Americana Sexy and the City. Essa comparação se dar, pois Leandra e a protagonista da série são escritoras e amantes de sapatos.

Leandra sempre se vestiu de forma, vamos dizer, um pouco estranha e ela acaba considerando que não conseguia um namorado justo por causa de suas roupas. Por conta disto suas amigas a apelidaram de “repelente de homens” que é a tradução literal do título do livro. Então, a partir daí Leandra decide criar o seu blog, onde ela decide escrever sobre moda. 

O livro é muito gostoso de se ler, traz fotos pessoais de como Leandra era desengonçada e um pouco gordinha, quando tinha aparelho nos dentes e até momentos de seu casamento. Leandra é simplesmente divertidíssima e inteligente no seu enredo, onde nos ensina a sermos nós mesmas e que devemos nos vestir com ousadia e criatividade, sem ser totalmente certinha.


Posso garantir que é um livro que vale a pena ser lido, pois ele trará uma narrativa bem gostosa e leve, escrita em primeira pessoa, tornado o decorrer das páginas bem real, como se tivéssemos conversando com a própria autora. Esta, dosa uma medida bem leve de auto-aujuda para as meninas mais inseguras, entretanto, sem deixar o livro inteiramente denso e de ensinamentos, pois a mesma irá compartilhar suas experiências pessoais.

Leandra passou por momentos muitos difíceis em sua estória contada no livro MAN REPELLER. Ela abordará todos esses assuntos de forma bem divertida, o que mostra o quão madura ela se tornou depois desses fatos. Tudo que ela passou serviu de forma construtiva.

Os personagens inclusos só torna a história mais extrovertida, com situações que me fez acabar de tanto rir. A relação de Leandra com sua família é bem forte, sua avó sempre alertou Leandra de sua forma estranha de se vestir, mas sempre amando a garota.

A Capa do livro é completamente linda e divertidíssima. Faz refência a moda em si de uma maneira bem extrovertida. As letras são razoáveis, mas confortáveis de serem lidas. Os espaçamentos são padrão da editora, e muito bem acabados. As folhas são em papel pólem, amarelados também padrão da editora.


Os capítulos são divididos de acordo com suas roupas, representando a importância que cada roupa teve na vida da autora, e que a moda sempre caminhou junto com ela. Na historia não existe um ponto chato, mas sim, uma narrativa engraçadíssima ,leve e cômica. Leandra quis nos passar que independente das tendências da moda, devemos sempre confiar no nosso estilo. Sem sombra de dúvidas eu recomendo o livro, pra quem gosta desse o universo fashion e descolado irá amar!