Resenha: Irresistível



Autor: Sylvia Day 
Editora: Hamelin
Ano: 2013
Número de páginas:224 páginas
Flores de Lótus:
 - Ótimo
Sinopse:
Há sete anos, na véspera de seu casamento, a comportada Lady Jessica Sheffield testemunhou uma cena no bosque de sua casa. Algo que a fez imaginar como seria se aquele homem a possuísse. Ela manteve o silêncio sobre Alistair Caulfield e uma conhecida Condessa e casou-se, como era esperado. Mesmo casada a imagem de Caulfield ficou queimando em sua imaginação. Ao ficar viúva, Jessica sobe a bordo de seu navio para uma viagem transatlântica, e os sete anos de prazeres negados são mantidos em xeque e com a certeza de que a entrega vai consumir ambos.

  O que achei ao todo?                                       

   Sei que vocês irão pensar: ''mais um livro parecido com Cinquenta Tons de Cinza''. Mas garanto que não passa de um senso comum. Os livros de Sylvia Day sempre tem um drama a mais nos seus livros, de modo que você se envolve com os personagens. O amor que é tão idealizado e bem escrito por outros autores, acaba por ser algo sofrido e posto a prova em seus livros. E sinceramente, esse livro me surpreendeu, por que comecei a ler, tendo uma ideia, e no decorrer da leitura, vi que a proposta era outra bem diferente. Resumindo ( e não querendo influenciar vocês rs ) eu ADOREI! Porém, para aqueles que não curte livros de época, eu não recomendo.     

Vamos a resenha do livro Irresistível.                                           


Resenha
   A história é contida por dois casais, no qual o tempo os separa.
Jessica Sheffield ou simplesmente Jess, tem uma beleza ímpar, a não ser por ter perdido a audição em seu ouvido esquerdo. Muito recatada, delicada, porém tem sua opinião formada e está noiva de Benedict. Faltando um dia para o seu casamento, ela se afasta um pouco da casa onde estava e presencia uma cena bem íntima entre Alistair Caulfield e uma senhora casada. Embora ela quisesse sair correndo dali, ela se prende ao olhar de Alistair, que a observa, porém continua o que ali estava fazendo.
"Ela não sentiu nenhum horror por estar testemunhando tudo aquilo, pois Caulfield simplesmente a fascinava com sua formosura física."

   O casamento entre Jess e Benedict acontece, e ambos vivem uma relação boa e estável durante sete anos, até que ela acaba por se tornar viúva. Por querer se atualizar dos negócios do marido e querer dá um tempo para se acostumar com a repentina morte de Benedict, ela resolve viajar para Jamaica, para resolver os negócios, do já falecido. Nesse tempo, Alistair volta para a sua antiga cidade e ao se encontrar com o seu melhor amigo, Michael ( irmão de Benedict ), descobre que Jess fará uma viagem sozinha e aproveitando-se disso, se oferece para acompanhar a sua cunhada, durante a viagem. Muito agradecido, Michael aceita, mal ele sabendo que as intenções de Alistair era ficar a sós com Jess. A viagem acontece no navio de Alistair, cujo deixa o navio apenas para os dois e o comandante. Durante a viagem, eles percebem que sempre foram apaixonados um pelo outro e segredos vão sendo revelados sobre suas vidas. Como por exemplo, o por que de Jess ter perdido a audição e a revelação dela ser estéril ( o que naquela época, era bem complicado, pois se queria herdeiros). 

     Hester, irmã mais nova de Jess, se casa com um dos homens mais ricos da cidade e espera um filho dele. Todos os julgam um casal apaixonado, mal sabendo o que a pobre moça sofre em casa quando o marido resolve beber. Ela é bem próxima de Michael ( que sempre fora apaixonado por ela, mais a julgou não estar bem preparada para um casamento e acabou perdendo a chance de se casar com sua amada), e enquanto sua irmã está viajando, ela se descobre apaixonada por Michael, porém o amor deles é impossível devido ela ser uma senhora casada. Com o retorno de Jess a cidade, ela e Alistair resolvem assumir a relação deles e se deparam com vários obstáculos. E a história desses casais é bem envolvente e mostra um lado diferente de todos os livros de romance que eu já li. A prova de que nem mesmo anos, conseguem apagar a essência de um amor verdadeiro. Que não importa o que a vida nos reserve, aquilo que é verdadeiro, sempre retorna!
'' Por sete anos ela ficou obcecada por ele. E cada minuto valeu a pena... ''
***
Então super recomendo esse livro, realmente é uma história bem instigante e vale muito a pena ler. Aqueles que acham que Cinquenta Tons de Cinza é a base desse livro, se enganam. Não vejo comparações e sem falar que não tem aquele erotismo barato que vários autores estão colocando em seus livros. Realmente me surpreendi e indico. :D