Resenha: A Hospedeira

Autora: Stephenie Meyer
Editora: Intrínseca
Ano: 2011
Número de páginas: 560
Flores de Lótus: 4.0
Sinopse:
''Nosso planeta foi dominado por um inimigo que não pode ser detectado. Os humanos se tornaram hospedeiros dos invasores: suas mentes são extraídas, enquanto seus corpos permanecem intactos e prosseguem suas vidas aparentemente sem alteração. A maior parte da humanidade sucumbiu a tal processo. Quando Melanie, um dos humanos "selvagens" que ainda restam, é capturada, ela tem certeza de que será seu fim. Peregrina, a "alma" invasora designada para o corpo de Melanie, foi alertada sobre os desafios de viver dentro de um ser humano: as emoções irresistíveis, o excesso de sensações, a persistência das lembranças e das memórias vívidas. Mas há uma dificuldade que Peregrina não esperava: a antiga ocupante de seu corpo se recusa a desistir da posse de sua mente. Peregrina investiga os pensamentos de Melanie com o objetivo de descobrir o paradeiro dos remanescentes da resistência humana. Entretanto, Melanie ocupa a mente de sua invasora com visões do homem que ama: Jared, que continua a viver escondido. Incapaz de se separar dos desejos de seu corpo, Peregrina começa a se sentir intensamente atraída por alguém a quem foi submetida por uma espécie de exposição forçada. Quando os acontecimentos fazem de Melanie e Peregrina improváveis aliadas, elas partem em uma busca incerta e perigosa do homem que ambas amam.''

Tinha esse livro a séculos na minha estante, mas não li por que tinha preconceito ou preguiça, não sei ao certo - acho que como o livro tem quase 600 páginas e não ajuda muito rsrs. O começo do livro, ao contrário de muitas resenhas que andei lendo,EU não achei cansativo e sim de mera importância para o desenvolvimento do enredo. Foi uma ótima introdução aos personagens e aos acontecimentos. O Inicio do livro é o que tenta ''focar'' mais na ficção cientifica, mas não é o assunto abordado. O romance construído e a história em si foi uma surpresa. Achei que o livro foi super bem planejado e super bem elaborado pela autora. Tudo ficou muito bem explicado - ain eu me amarrei nessa história. Como não amar os personagens desse livro? Mel <3 Peg <3
A forma como as duas se amam  e brigam internamente e compartilham o mesmo corpo! Amei essa ideia. 
Vamos a resenha? SIM!

*** 
Resenha:

O livro traz um mundo já não mandado por humanos e sim pelas Almas - ou alienígenas se preferirem - que dominaram a terra de forma ''pacifica'' de inicio e, tiveram alguns problemas com alguns humanos resistentes no final. Leg: * Almas: são seres de outro planeta que conseguiram aos poucos dominar  os outros... e um deles foi a terra. A dominação se dar por meio de uma inserção - da alma - na nuca do corpo hospedeiro.

Como foi dito existiam alguns humanos resistentes - sobreviventes - que se esconderam para se proteger da dominação. Um desses humanos é Melanie Stryder e seu irmão Jaime, que tiveram de sobreviver só ao mundo quando seus pais chegaram em sua casa com alguns buscadores para eles servirem de hospedeiros. Leg: * Buscadores: Almas - já com o corpo humano - que tem a função de achar humanos resistentes e de manter a ''paz'' no mundo - deles.
* Hospedeiro: É como as almas veem o corpo humano, apenas um lugar onde eles possam se alojar. Depois de entrar no corpo humano através da inserção o humano perde o controle de seus atos e o corpo passa a ser da Alma - em algumas vezes.

Eles conseguiram fugir na hora do ataque e se viraram durante anos roubando alimentos para a sobrevivência. Até que um dia eles encontram Jared que também era humano e eles passam a viver juntos, se ajudando, se confortando... se amando. Melanie logo se apaixona por ele, e ele por ela. Jaime - o irmão dela - também passou a gostar muito de Jared - que ajudou muito eles na busca de alimentos e nas fugas. Jared foi como um anjo na vida deles. Depois que ele apareceu tudo mudou para melhor. Até que um dia Melanie decide sair para fora do esconderijo para pegar alimentos*, porém é cercada de Buscadores, e não vê outra escolha a não ser se matar - leiam pra saber como. Os buscadores pegam o corpo de Melanie para os Curandeiros - Médicos das Almas - para eles restaurarem o corpo e fazer uma inserção em Melanie. Eles injetam a alma ''Peregrina''... *não tenho absolutamente certeza se era alimentos...

Trailer mostra alguns spoilers*



Peregrina acorda meio que desnorteada com seu novo corpo - que ela sentia muito forte. A Buscadora responsável - que se chama buscadora - faz perguntas a peregrina em busca de informações sobre mais humanos sobreviventes, tentando arrancar o máximo de informações. Peg não consegue se lembra de muita coisa, pois algo bloqueia os dados do corpo hospedeiro, algo forte, algo que teme com as possíveis descobertas, algo humano: MELANIE! Peg sabia que seria colocada num hospedeiro de muita resistência e que seria difícil lidar com  o corpo - com isso Mel simplesmente não deixava Peg ver TUDO de suas memórias.  Mel era uma humana resistente e sempre falava - brigava - com Peg. Não aguentando mais  as perguntas da buscadora e a própria Melanie, Peg decide deixar o corpo ''dela'' e migrar para outro hospedeiro. 

- O que não é bom. Por que?... n posso contar :x -

Na estrada para o hospital, Melanie mostra várias lembranças de seu amor e de seu irmão tentando convencer a Peg a ajuda-lá a encontra-los. Peg se emociona com tudo o que estava acontecendo - toda a vida de uma humana seus familiares quase acabados por uma invasão causada por ''ela'' -.
E ai o que acontece? Será que elas os encontram? LEIA... :}

O livro gira em torno disso e mistura ficção cientifica no inicio do livro e um romance muito bem planejado. Deixando um pouco a desejar no quesito correção, o livro tem alguns erros ortográficos e nas falas dos personagens tornado ele um pouco confuso - mas não acontece muito. O livro me SURPREENDEU MUITO! Realmente houve uma evolução no quesito '' Crepúsculo ' e eu não vejo a hora de ver o filme!

Lanço um desafio a vocês! 

Vamos ler ''A hospedeira'' antes do filme? Quem for ler, ou já leu, comenta aqui o que achou e deixando o post de sua resenha para eu ver!


Frase do livro:




''Terra. A vida mais curta que eu tinha vivido.A mais curta, a mais importante, a mais sofrida das vidas. A vida que para sempre me definiria. A vida que finalmente me ligara a uma estrela, a um planeta, a uma pequena família de estrangeiros...'' Peregrina